Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Infinitudes

Porque ser do contra, também ajuda na resolução dos problemas!

Infinitudes

Porque ser do contra, também ajuda na resolução dos problemas!

10.Jan.20

Será? Não sei!

Cresci roendo por dentro, contigo ali mas ausente!
Cresci com mágoa na água turbulenta, revoltado pela revolta que agora sinto.
Sem te sentir por perto cresci! Cresci, mas nem sei se vivi, ou mesmo se vivi e não cresci.
No refúgio do meu canto, onde caí, onde tudo ouvia mas não te via. Vezes sem conta adormeci a chamar por ti!
Não, não sei se te vi ou mesmo se te ouvi.
Será?
Não sei!
Não por não me lembrar mas apenas por não querer lá estar. Por não te querer ouvir ou até te sentir.
Será?
Não sei!
Quantas vezes no meu refúgio, sim no meu canto, o tempo passava sem eu perceber o tempo que lá passava só. Sem ti!
Sem ti cresci mas não vivi!
Será?
Não sei!
Talvez agora gritasse… não!
Mas que faço eu aqui? Onde estou? Porque estou? Quem sou? Porque sou!? Porque vou? …
Neste desnorte, mesmo virado a norte, não encontro rumo!
O mais certo será encontrar o prumo e cair no abismo sem encontrar o fundo.
Agora que sinto, sei que dói. Sei o que me rói! Sei o que me destrói!
Será?
Não sei!
Sentado à mesa de uma explanada, ainda sem rumo, mas também sem prumo, reparo ao escrever num guardanapo de papel, que ele absorve a tinta que o pinta.
Não sei se por compreender o meu desnorte, ou apenas por se querer manter em branco.
Não sei se por querer apagar as lembranças que tento eternizar, ou apenas o seu branco!
Será?
Não sei!